Há uns dois anos, tentei aprende japonês. Não diria que fui um desastre porque eu consegui aprender o suficiente para me comunicar um pouco. Nessa época eu conheci o AJATT, um site de um cara que foi “de não saber nada” até a “fluência” em japonês. Para mim, ele soa bem falando em japonês.

Ele pregava o método das 10.000 senteces.

Quando você tivesse aprendido pelo menos dez mil frases estaria fluente no idioma. Claro que o buraco é mais embaixo e o próprio blogueiro explica mais posteriormente.

O meu grande problema com esse método é que eu não consegui ter paciência o suficiente para garimpar a internet e colocar as dez mil frases num SRS.  Eu tive um rendimento muito maior quando achei no anki um deck compartilhado, então eu não precisava fazer o meu. Claro que há muitas vantagens de criar um: você pode escolher o que vai lá.

Tentei esse método com o inglês, e os decks eram escassos. No máximo palavras com áudios. E eu odeio ver palavras fora de contexto. Então eu tinha que ter frases com áudio.

Dava um trabalho enorme e em três dias eu tinha cerca de 300 cartões no anki. Mas eu perdia mais tempo adicionando eles do que revisando.

Então desisti por um tempo.

Encontrei o duolingo e enrolei para terminar aquela árvore. Desisti de aprender uma língua. Eu era boa em inglês (só no reading, hoje eu tenho essa certeza) e precisava focar no meu listening, speaking e writing.

duolingo
Até que faz sentido esse nível de fluência, entendo mais ou menos a metade (ou é essa a minha impressão)

Voltei para a meta das dez mil frases com uma vantagem: um programa que usa um vídeo (série ou filme no idioma que você quer aprender), a legenda transcrita e a legenda na língua que você domina (no meu caso, o PT-br hehe). Depois ele cria os cartões para você.

Levei menos de meia hora para fazer cerca de 550 cartões, bem mais rápido do que antes. A minha intenção é cumprir o desafio: entender o seu programa preferido em 30 dias. Peguei “Avatar: a Lenda de Korra” porque gosto muito e as falas são em um tom bem claro no geral.

anki

Fazendo uma conta rápida, o cartoon tem 12 episódios com média de 20 minutos cada. 240 minutos. Lendo um artigo de uma poliglota que usou esse método,descobri que ela recomendava que fosse pelo menos 500 horas. Então englobei  a segunda temporada também. Vou tentar fazer um deck de episódios por dia, sendo que levei 2 horas para revisar esses quinhentos e poucos cartões do episódio um e dois – era duplo.

Este blog está aqui para isso: documentar o meu progresso. Acho que se eu tiver uma rotina vou conseguir aprender mais rápido e vou aproveitar que sou uma autodidata em outras áreas e investir em idiomas. Quem sabe francês ou italiano serão minhas próximas línguas?

 

Links úteis:

Sobre SRS: o que é e como usar.

Duolingo – Aprenda vários idiomas totalmente de graça!

AJATT – Blog do Katzumoto, cara que ficou fluente em japones em 18 meses.

Anki – Software SRS leve e gratuito.

Subs2srs – Software para converter videos e legendas em decks do Anki.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s